Configuração Pedidos: Ciclo de vida do pedido

O ciclo de vida do pedido, é tudo que pode auxiliar desde o momento de criação até o recebimento dos status, baixa de reserva ou alocação de um tracking number.

No artigo, vamos falar mais sobre o fluxo de status, como efetuar a configuração.

  1. Mapeamento de status: movimentação de status do fulfillment. Indica quais os status possíveis de ser movimentados a partir de um status específico.

  2. Adicionar novo status: é possível a criação de novos status para efetuar um fluxo de Entrega mais robusto.

  3. Adicionar novo tratamento: será a criação de novos tratamentos. A utilização de um tratamento no ciclo de vida do pedido é como uma forma de alerta, para criar fluxos de tratativas de insucessos das entregas.

1. Mapear status

Nesse passo, você ira criar a regra de status.
O que é informado em cada coluna:

1. Status e a informação existente no momento atual na sua Entrega (fulfillment),
2. Grupo, é a informação indicativa sobre em que processo e/ou fluxo aquele mapa de status se encontra. Não existe regra de negocio sobre essa informação.
*3. Caminhos será incluído todos os status que será possível incluir no ciclo de vida da sua Entrega.

2. Adicionar novo status

Para incluir um novo status, utilizar o botão conforme imagem.
Menu: Configurações --> Ciclo de vida do pedido --> Adicionar novo status

Atenção: A criação desse novo status, não influencia no seu mapa de status, para isso é necessário efetuar o passo anterior (informado nesse arquivo acima).

  1. Nome via API: nome em inglês (padrão OMS) e será o nome que vai usar na request de integração com o OMS.
  2. Nome: tradução/descrição que vai aparecer no Cockpit e Instore.
  3. Grupo: agrupador dos status, indicação de qual fluxo aquele status pertence.

3. Adicionar novo tratamento

Para incluir um novo status, utilizar o botão conforme imagem.
Menu: Configurações --> Ciclo de vida do pedido --> Adicionar novo tratamento

Atenção: A criação desse novo status, não influencia no seu mapa de status, para isso é necessário efetuar o passo anterior (informado nesse arquivo acima).

  1. Nome via API: nome em inglês (padrão OMS) e será o nome que vai usar na request de integração com o OMS.
  2. Nome: tradução/descrição que vai aparecer no Cockpit e Instore.
  3. Grupo: agrupador dos status, indicação de qual fluxo aquele status pertence, nesse caso será sempre Tratamento.

🚧

Atenção

A alteração do mapeamento de status varia de cliente, do fluxo desenhado e de acordo com o tipo da Entrega.
A alteração da configuração sem uma análise pode ter impactos negativos em seu fluxo de negócio.


Did this page help you?